quarta-feira, 28 de abril de 2010

FRENTE ANTISATÂNICA DO (DES)GOVERNO PETISTA E ALIADOS

O GOVERNO LULA OU P.P.E.S (PETISTA, PROGRESSISTA, ESQUERDISTA E SOCIALISTA), ENCARNARAM A LOUCURA; ESTÃO FAZENDO DE TUDO PARA ENFIAR NA SUA CABEÇA A NORMALIDADE DA PROSTITUIÇÃO, DIVÓRCIO, HOMOSSEXUALISMO, BISSEXUALIDADE, SEXO COM ANIMAIS  E DEFUNTOS,  E O HOMOSSEXUALISMO COM CRIANÇAS (PEDOFILIA) ATRAVÉS DA IDEOLOGIA SOCIALISTA E PÓS-MODERNISTA DE SODOMA E GOMORRA E A PERMISSÂO DA NEO-PEDOFILIA (GAYS ADOTANDO CRIANÇAS).

A meta deste (des)governo é a destruição da família judaico-cristã, é destruir Gn 1.1.

Este imoral e satânico (DES)GOVERNO PETISTA, através do CNE - Conselho Nacional de Educação juntos com centenas de ONG´s depravadas e anti-naturais (financiado com os nossos impostos) estão produzindo milhões de cartilhas e livros educacionais e didáticos para levar os seus filhos para o HOMOSSEXUALISMO em 2011 d.C.

Este (des)governo e todos os seus aliados, são inimigos da moral, da virtude e acima de tudo, são inimigos dos valores históricos do cristianismo.

Muitos "cristãos cabanenses" (adeptos do evangelho universalista, esotérico e simpatizante da nova era) em nome de um "relacionamento profundo com D-us" ou "intimidade com D-us", fortalecem o analfabetismo bíblico via  neo-pentecostais ou carismatianos anarquistas, desprezando e provocando reducionismos nas doutrinas bíblicas JUNTOS com os carismatianos neo-romanizados com suas perspectivas liberalizantes e ódio e ateísmo aos fundamentos bíblicos, sendo protagonistas e ressuscitadores do velho (neo)liberalismo teológico em solo brasileiro, tornando-se aliados do avanço deste (DES)GOVERNO LULISTA OU IMORALIZANTE.

Conforme a fonte abaixo e milhares de reportagens e artigos sobre o assunto, o governo usa o SEU DINHEIRO, O NOSSO DINHEIRO para estimular e desenvolver a cultura da pornografia, imoralidade em nome da luta contra o "PRECONCEITO".

****
Governo lança campanha para combater preconceito contra travestis


O Ministério da Saúde e a Secretaria de Direitos Humanos lançaram nesta terça-feira uma campanha de prevenção da Aids e combate ao preconceito voltada aos travestis.
Com slogans como "Sou travesti. Tenho direito de ser quem sou" e "Veja além do preconceito", a ação será voltada à população em geral e aos profissionais de saúde. Eles receberão ainda informativos com orientações para receber os travestis.
Além de folders, a campanha disponibilizará no site do Programa de Aids do Ministério da Saúde (www.aids.gov.br/travestis) toques de celular e telas de descanso idealizadas pelas próprias travestis.

Fonte: UOL

****


Maiores informações na FRENTE ANTISATÂNICA DO (DES)GOVERNO PETISTA E ALIADOS
E-mail: frenteantisatanica@bol.com.br

****

quinta-feira, 1 de abril de 2010

O GOVERNO PETISTA QUER HOMOSSEXUALIZAR AS NOSSAS CRIANÇAS ATRAVÉS DO CONAE E DO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

O ICER - Instituto de Cultura e Educação Reformada está iniciando uma campanha nacional focado em algumas bandeiras na questão educacional:

1. Cada igreja cristã uma escola. Estimular igrejas cristãs na criação e desenvolvimento de escolas confessionais para salvar o máximo de crianças da homossexualização, imoralidade do Estado esquerdista-petista e do relativismo moral, situcionista, hedonista, sodomita e consumista da sociedade contemporânea.

2. Combater o homossexualismo e sua filha pedofilia. Educar a sociedade sobre os perigos da teoria educacional progressista, relativista e pós-modernista da homossexualização que fragmentará mais a família, contribuirá para surgir defesa teórica e intelectual da pedofilia. O homossexualismo é uma doença, perversão e promotora de patologias físicas, sociológicas, psicológicas, aids, etc.

3. Criaçãos de escolas públicas confessionais. Não queremos que o Estado possa homossexualizar, pedofilizar as nossas crianças com o dinheiro pago pelos cristãos através desta educação progressista-construtivista-imoralizante-relativista. Queremos escolas públicas confessionais administrados pelos pais e educadores cristãos. Queremos que nossos impostos não sejam usados para ensinar princípios e valores contrários as famílias cristãs. Queremos que os pais sejam indenizados através do VALE EDUCAÇÃO para colocar os seus filhos em escolas particulares ou confessionais se percebem que a ideologia educacional atual não atende as necessidades das famílias. Somos solidários ao movimento da ESCOLA EM CASA.


4. Por um Estado Republicano Reformado, Calvinista e Teonômico. Desenvolvimento de uma Liderança Política Cristã e Calvinista, preparando para cargos executivos, legislativo e judiciário. A laicidade brasileira é uma laicidade anti-religiosa, esquerdista, naturalista e extremamente excludente dos aspectos metafísicos, é uma laicidade homossexualizante. Rejeitamos esta laicidade falsa, ateísta, imoralizante, petista, relativista, esquerdista, progressista e diabólica. Cremos e defendemos a separação do Estado da Igreja ou qualquer igreja, porém, condenamos a separação do Estado dos valores judaicos-cristãos responsáveis pelas sociedades-civilizadas e moralmente sustentáveis. Todas as leis humanas para serem leis eficácias precisam estar de acordo com os princípios e a Lei de Deus expressados das Sagradas Escrituras, inclusive pena capital para aqueles que cometem assassinatos diretamente e os indiretamentes como os crimes de "colarinho branco".

Prof. Luis Cavalcante - http://luis-cavalcante.blogspot.com/


*************

Livros didáticos e escolas terão de incluir temática LGBT. Comente

Os temas sobre orientação sexual e homossexualidade terão de aparecer nos livros didáticos e nas salas de aula. Pelo menos, foi essa a decisão da Conae (Conferência Nacional de Educação), que acontece em Brasília até amanhã (1º).


Segundo o presidente da ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais), Toni Reis, o movimento LGBT está satisfeito com a conferência. “Saímos vitoriosos. Se o país cumprir o que foi aprovado, a homofobia na escola está com os dias contados”, afirma.

A Conae pretende traçar diretrizes para a educação do país, que podem ser incorporadas no Plano Nacional de Educação. É este plano que define o que será prioridade no ensino brasileiro nos próximos dez anos.


Além da presença nos livros escolares, a temática LGBT deverá ser ensinada nas faculdades e cursos de formação de professores. Além disso, de acordo com Reis, a conferência definiu que o livro didático não poderá ter conteúdos que discriminam homossexuais. “É o fim das piadas sobre gays nos livros”, diz.

FONTE: UOL