sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

MINISTÉRIO PÚBLICO LEVA GLOBO MODIFICAR PERSONAGEM DE KLARA CASTANHO EM "VIVER A VIDA"

A Rede Globo, Record, SBT, Bandeirantes, Rede TV e outras, precisam aprender a respeitar a dignidade das crianças. Não adianta realizar CRIANÇA ESPERANÇA ou semelhantes e depois nas programações transformar o ser humano e principalmente as crianças em objetos e o LUCRO acima de tudo. O Ministério Público está de parabéns pela energia e capacidade de mudar esta situação. Vivemos em uma sociedade que juntamentamente com estas mídias foram demonizadas pelo lucro. Estão transformando LIBERDADE em LIBERTINAGEM e imoralidade. Se não colocarmos os freios, logo, logo, irão transformar a PEDOFILIA em algo normal como fizeram com o homossexualismo e ausência de PENA CAPITAL na constituição federal para aqueles que cometem assassinatos. Prof. Luis Cavalcante - http://luis-cavalcante.blogspot.com

Ministério Público leva Globo modificar personagem de Klara Castanho em "Viver a Vida"

FLÁVIO RICCO
Colaborou José Carlos Nery

Divulgação/TVGlobo


RESUMOS E CENAS DE "VIVER A VIDA"

A mudança de rumos na personagem da menina Klara Castanho em “Viver a Vida”, que a princípio seria uma vilã, foi determinada por notificação do Ministério Público do Trabalho do Rio e simplesmente acatada pelo autor Manoel Carlos.

O órgão observou que o papel poderia acarretar a ela eventuais manifestações de hostilidade por parte do público, além da possibilidade de sérios danos psicológicos ao seu desenvolvimento.

Havia até o risco de o MP tentar tirar a atriz da novela se o planejamento fosse mantido.

Um outro autor da Globo, por sua vez, assistindo a tudo, faz a seguinte observação: “é cada vez mais o Estado querendo interferir nas nossas vidas. Querendo nos ‘ensinar’ como viver nossas vidas, sem trocadilho. Se fosse no Brasil, o filme "Poltergeist" não poderia ter sido rodado, por exemplo.

Mas fato consumado. “Viver a Vida” terá até o seu final o talento indiscutível de Klara Castanho, mas num papel diferente daquele inicialmente concebido.

Fonte: AQUI

Um comentário:

  1. Creio q o talento da pequena atriz é inquestionavel; mas como mae e asssitente social vejo que pra uma menina como a Rafaella, q nao vive no submundo, suas atitudes são bstante maliciosas, pois parece ja saber imtimidar ou chatagiar os adultos. Mas se formos analisar realmente, sua mae Dora, nao demonstra imposições de limites na sua educação, ou nao orienta como deve se comportar diante de certas situações.
    É papel sim, da justiça, da sociedade está alerta aos maleficios, nessa situação, até porque trata-se de uma criança.

    ResponderExcluir